As Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas são promovidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) desde o início deste século.

O objetivo é oferecer um tratamento integral centrado no paciente, com o cuidado de humanizar o atendimento e levar em conta o indivíduo como um todo, incluindo os diversos elementos do estilo de vida e saúde da família.

Desde 2006, o Brasil possui legislação específica que permite o uso de práticas integrativas e complementares no Sistema Único de Saúde, sendo reconhecido pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS) como um dos países que reconhecem, protegem e promovem estudos sobre medicina integrativa.

A UNIDADE DE PEDIATRIA INTEGRATIVA (UPI) do Instituto da Criança e do Adolescente do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (ICr/HCFMUSP) é PIONEIRA NA IMPLEMENTAÇÃO DA PEDIATRIA INTEGRATIVA NO BRASIL através de uma equipe multiprofissional, inicialmente no campo da oncologia pediátrica no Hospital ITACI, avançando para outras especialidades pediátricas como nefrologia, neonatologia, cardiologia, gastroenterologia, otorrinolaringologia, medicina intensiva, dor e cuidados paliativos.